Escolha uma Página

O Rito de final de ano do TransLAB, em formato de almoção, funcionou com toda elegância! Cada um levou uma contribuição e tivemos um verdadeiro banquete. A Praça Tamandaré nos recebeu muito bem, com boa sombra e um brisa impagável em um domingo de sol escaldante. O local fica escondido no meio das ruas do Bairro Petrópolis, a ocupação já foi uma forma de descoberta da cidade.

Uma tarde bem gostosa de boa conversa e descanso merecido depois do ano cheio de atividades.

O TransLAB fecha 2012 com 4 turmas, mais de 120 pessoas em sua rede, 5 projetos ativos, 1 prêmio de reconhecimento nacional da Secretaria de Economia Criativa e uma série de ações poéticas que se soltaram pela cidade, entre seus viventes, ruas e prédios. Foi um ano repleto de dedicação e conquistas, 2013 seguramente seguirá ampliando os horizontes.

Para marcar a celebração fizemos uma troca de presentes diferente. Pedimos que todos que fossem no almoção levassem um objeto que tivesse um valor artístisco para si. Poderia ser qualquer coisa, desde que a pessoa conseguisse argumentar a percepção de arte que tem sobre a coisa. “Qual sua arte?”

Bom, respondendo essa pergunta, cada um colocava seu objeto à disposição para ser requisitado por outra pessoa. Sem embalagens, tudo aberto, à olho nu. Então, quem se interessava pela arte do outro tinha que dizer por que merecia tê-la. Funcionou super bem, todos saíram com suas novas artes incorporadas.