Escolha uma Página

conector_rede_conhecimento_texto_post

 

TRANSLAB LANÇA FERRAMENTA DIGITAL PARA CATALISAR CONEXÕES ENTRE A REDE

 

Foram quase 12 meses de preparação para este lançamento. O software é resultado da premiação que o TransLAB ganhou do Edital de Concurso “Pró-cultura RS FAC Processos Culturais Colaborativos”. O Conector, como foi nomeada, é o mais novo software que o laboratório coloca à disposição do ecossistema criativo. A sua função é servir como um conector entre as pessoas que interagem através do TransLAB. A ferramenta possibilita que as pessoas cadastrem ofertas e demandas de conhecimento. Uma vez cadastradas, é possível reconhecer os diversos cruzamentos entre as pessoas. “Queremos que as pessoas utilizem o Conector como uma ferramenta de reconhecimento e que estabeleçam momentos de encontro presenciais para criarem novas possibilidades”, comenta Aron Krause que acompanhou a elaboração da ferramenta.

O processo de criação da ferramenta, responde a necessidade do TransLAB de gerar conexões entre as pessoas para a elaboração de novos projetos. Uma das bases que favorecem este movimento são os conhecimentos das pessoas da rede. Quanto mais as pessoas conhecerem as suas complementaridades, mais possibilidades de criação podem existir. Portanto, houve uma longa discussão a respeito da escolha das categorias e das tags dos conhecimentos. Esta foi uma das etapas mais complexas que a construção da ferramenta enfrentou. As categorias que foram escolhidas buscam uma representatividade de interesse voltada para aqueles conhecimentos que poderão atender as áreas de atuação do laboratório. As tags devem surgir de maneira aberta pelas pessoas e serão cadastradas de forma orgânica. O processo está em construção (Beta) e estamos recebendo sugestões que possam melhorar ainda mais a maneira de conexão.

Um dos cuidados que a ferramenta sugere é a inscrição de pessoas que conheçam o TransLAB e estejam próximas do laboratório. São três perguntas que as pessoas devem responder para conseguirem a inscrição na ferramenta. Não trata-se de restringir o uso da ferramenta, mas de preservar que o tamanho da rede conectada, tenha uma partilha do reconhecimento do significado do TransLAB. Logo, o convite que se faz é para as pessoas virem até o laboratório, conhecerem o espaço físico, as pessoas que trabalham no TransLAB e os projetos vinculados antes de iniciarem as conexões no Conector. Acreditamos que faz mais sentido desta maneira.

A coordenação do desenvolvimento foi realizada pela Visualitica através do pesquisador e desenvolvedor André Spritzer. “Uma observação que já dá para fazer sobre o comportamento das pessoas no Conector: a maioria até agora escolheu tags que já existem ao invés de criar novas. Suspeito que o fato das tags aparecerem na tela durante o cadastro os estimula a escolher tags prontas ao invés de criar novas. Como resultado disso, a rede pode acabar ficando super densa e conectada, ficando difícil de discernir a estrutura”, comenta André sobre o processo de apropriação e os desafios que ferramenta começa apresentar.

rede_conhecimento_conector

Conceitos fundamentais para compreender, conceitualmente, o Conector:

 

Ator

Entidade social básica

Individual discreto ou unidade social coletiva

Um par de atores podem ser conectados por um laço

Relação

Coleção de laços de um determinado tipo em um grupo de atores

Rede Social

Conjunto ou conjuntos de atores finitos e as relações definidas sobre eles.

Modo

Conjunto distinto de entidades em que as medições são feitas

Um modo de Redes

Os atores vêm de um único vínculo

Laços medidos ao nível dos pares de atores

Dois modelos de Redes:

Dyadic

Cada ator em par vem de um conjunto diferente

Afiliação

Um modo é um conjunto de atores, o outro é um conjunto de eventos (clubes, organizações, etc.) para que os atores possam pertencer ou não

Redes inteiras

Concentra-se em todos os atores em vez da rede em torno de um ator particular

Rede egocêntrica

Concentra-se em um ator (ego) e seus arredores

Ego incluso, atores que têm laços com ele, e os laços que estes atores têm um com o outro.

 

conector_wireframes_01conector_wireframes_06

 

Ficha Técnica do uso da tecnologia no Conector:

Servidor:
– Node.js com framework Express
– Banco de dados MongoDB

Front-end:
– HTML5 & CSS3
– Pré-processador CSS Stylus
– Bootstrap
– Angular.js
– D3 para a visualização

 

Cabe o agradecimento a todos envolvidos direta e indiretamente na construção da ferramenta. Seguimos vivendo e cuidando do processo, acima de tudo. Façam todos o bom uso!